Saiba tudo sobre o auxílio emergencial 2021

Com o retorno do lockdown e a persistência de um cenário de pandemia, o governo brasileiro decretou o auxílio emergencial 2021

Tal cenário decorre-se do aumento do número de casos do novo coronavírus de uma maneira nunca antes vista no país.

Sendo assim, o auxílio devido à pandemia que foi implementado em março de 2020 pela primeira, agora, é aprovado para 2021.

Câmara pode liberar nesta quarta (10) a PEC do novo auxílio emergencial

Ficou interessado? O post de hoje te explicará tudo sobre isso. Vamos lá!

 Auxílio Emergencial 2021

Para ajudar uma parcela da população brasileira a enfrentar a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, o governo tem se organizado para um novo auxílio emergencial.

Assim, na madrugada do dia de hoje (10), a Câmara do Senado aprovou o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que possibilita o auxílio emergencial 2021. 

Além disso, ainda prevê mecanismos em caso de descumprimento do teto de gastos. 

Portanto, estipula-se o pagamento de até R$ 44 bilhões para bancar o auxílio. 

Diante disso, os deputados ainda precisam analisar outras informações importantes que podem modificar a PEC (destaques), e ser votada em segundo turno. 

Dessa maneira, ainda não se sabe o valor do auxílio, mas o ministro Paulo Guedes mencionou que ficará entre R$ 175 e R$ 375.

Da mesma forma que os auxílios anteriores, este também irá variar dependendo da composição das famílias.

Além disso, estipula-se que se trate de 4 parcelas e que talvez o grupo dos beneficiários se reduzirá à metade.

Ou seja, o auxílio abrangerá “a camada mais vulnerável da população”. Cerca de 32 milhões de brasileiros.

Acompanhe a votação da câmera dos deputados sobre as mudanças na PEC emergencial que começou 10h do dia de hoje (10) no vídeo abaixo: 

Auxílio Emergencial 2021 X 2020

No auxílio emergencial de 2020 devido a pandemia do novo coronavírus, o grupo de beneficiários compreendia pessoas que atendiam aos seguintes requisitos: 

  • Serem capazes (maiores de 18 anos);
  • Não tem emprego formal;
  • Não recebem benefício de algum programa de transferência de renda, que não seja o Bolsa Família;
  • Possuem renda mensal por pessoa de até R$ 522,50 ou renda do grupo familiar total de até R$ 3.135 reais;

Ampliando para categorias de trabalhadores informais e autônomos como: 

  • Caminhoneiros, diaristas, garçons, catadores recicláveis, taxistas, guias de turismo, manicure, garimpeiros, camelôs, etc. 

Além disso, o auxílio ainda abrangia mães adolescentes. 

Consequências

Como se tem observado, os gastos do governo têm impactado grandemente a economia do país, como a dívida pública do Brasil de 2020 fechando acima de R$ 5 trilhões.

Leia mais: dívida pública: o que é e quais as consequências? 

Por fim, as informações ainda serão decididas tanto para o funcionamento do auxílio, como as medidas para estabilizar as contas públicas. 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

O que é o Índice de Gini e como ele é calculado?

Proximo Post

Por que não existe uma economia perfeita?

Talvez você goste