Por que videogames no Brasil são caros?

Não é novidade que o Brasil conta com uma das maiores comunidades gamers do mundo. No entanto, jogar videogames em alta performance por aqui custa caro, e você já deve ter se perguntado o motivo.

Por isso, vamos analisar quais as razões pelos elevados preços dos consoles, que sempre assustam os consumidores a cada lançamento.

Afinal de contas, por que videogames no Brasil são caros?

1- Impostos

De antemão, quando falamos de produtos com preços elevados já pensamos no sempre vilão da história, os impostos. Porém, é fato que o Brasil tem uma carga tributária regressiva e que incide, principalmente, no consumo.

Como resultado, temos produtos no mercado mais caros do que em países que tributam menos o consumo, e mais renda e patrimônio, por exemplo.

Recentemente o Governo Federal aprovou algumas reduções nas alíquotas dos IPIs (Imposto sobre Produtos Industrializados). Assim sendo, as reduções foram definidas da seguinte forma:

  • 30% sobre consoles e máquinas de jogos;
  • 22% sobre partes e acessórios de consoles e máquinas de jogos;
  • 6% sobre máquinas de jogos de vídeo com tela incorporada, portáteis ou não, e suas partes.

Contudo, apesar da diminuição deste imposto especificamente, outros impostos como ICMS, PIS e Confins são incorporados ao valor final para o consumidor. Além disso, o decreto federal não abrange os jogos.

2- Dólar

Não raramente a frase “o brasileiro ganha em real, mas consome em dólar” é utilizada para mostrar o impacto da moeda americana no consumo.

E, de certa forma, ela é verdadeira. Há vários anos o Dólar possui o papel de moeda global, precificando todos os produtos no mercado internacional.

Portanto, a diferença entre a cotação do Real frente ao Dólar tem papel central no valor dos videogames no mercado interno.

Atualmente, o Real enfrenta uma acentuada desvalorização, sendo uma das moedas mais desvalorizadas em 2020 no mundo.

Junto a isso, temos a economia brasileira, majoritariamente agroexportadora, onde a indústria nacional possui baixíssima produção de itens com valor agregado e é pouco complexa.

Consequentemente, o Brasil adota a posição de importador de tecnologias, o que encarece ainda mais o consumo dessas mercadorias.

Em comparação com os EUA, os preços de lançamento dos consoles de última geração, o Playstation 5 e o Xbox Series X, giravam em torno de US$ 499. Enquanto no Brasil, os novos consoles da Sony e da Microsoft custaram cerca de R$ 4.449.

dólar, videogames

3- Demanda elevada:

Por fim, um dos motivos que podem contribuir para os altos preços dos videogames no Brasil é a lei da oferta e demanda. Como disse anteriormente, o Brasil conta com um robusto mercado consumidor de games.

Se você não sabe o que é a lei da oferta e da demanda, clique aqui para ler mais sobre.

Segundo dados da consultoria Newzoo, existem aproximadamente 75,7 milhões de jogadores no país.

Todavia, os preços de lançamentos são, geralmente, mais suscetíveis à elevação, dada à expectativa gerada no consumidor na pré-venda. Comumente, os preços tendem a cair com o decorrer do tempo.

Agora, soma-se todos os componentes na cadeia de produção e consumo, desde a fabricação, importação, tributação e atrelado ainda à margem de lucro dos comerciantes.

Tudo isso corrobora para os preços nada acessíveis dos videogames. Assim, ficar atento às ofertas pode ser o ideal para quem quer pagar menos.

?? E aí, entendeu por que videogames são caros no Brasil? Se gostou do texto, deixe seu comentário e compartilhe com um amigo!

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

5 jogos para você aprender economia

Proximo Post

Quais os mercados que mais crescem no mundo hoje?

Talvez você goste