O que é economia política e o que ela estuda?

O que é a economia política? Para que ela serve? Ao longo do tempo ela acabou sendo tratada apenas como “economia”, mas por que? Nesse post, você vai descobrir. Então vem comigo!

A origem da economia política

A economia política foi criada de inicio para tratar de problemas da sociedade relacionados com a produção, a acumulação, a circulação e a distribuição das riquezas, bem como para as propostas de natureza prática a elas relacionadas.

Assim sendo, o termo tem origem no séc. XVII com o francês Antoine Montchrétien, em seu livro “Tratado de Economia Política”. Foi ele um dos primeiros que notou a relação entre política e economia.

Entretanto, não só ele, outros autores do Séc. XVII e XVIII escreveram sobre economia política, entre eles:

  • William Petty (1623-1687). Escreveu sobre a utilização de métodos quantitativos para analisar a riqueza de um país.
  • John Locke (1632-1704). Locke, influenciou diversos temas, como o Estado, a propriedade e a liberdade. Sua principal obra foi “Segundo Tratado sobre o Governo”
  • Pierre de Boisguillbert (1646-1714). Contribuiu para a análise de impostos e como impactavam no comercio local.
  • François Quesnay (1694-1774). Escreveu a obra “Quadro Econômico”, onde defendeu fortemente a agricultura e uma economia Laissez-faire.
  • David Hume (1711-1776). Contribuiu no campo econômico, principalmente com suas obras “Ensaios políticos” e “Ensaios Morais, Políticos e Literários”

Assim, é possível notar que para os autores clássicos a economia e a política estão sempre ligadas. Vamos ver ainda que o debate se estende para áreas como: trabalho, salário, preços e lucro.

Quais os grandes clássicos do campo?

Adam Smith

É difícil falar sobre economia política sem citar Adam Smith (1723-1790). Foi ele quem tornou o debate mais relevante, com sua obra “Uma investigação sobre a Natureza e a Causa da Riqueza das Nações”.

No livro IV de “A Riqueza das Nações”, nomeado como “De Sistemas de Economia Política”, Smith faz duras críticas à intervenção Estatal na economia. Ele fala também sobre a relação de importação e exportação de um país.

O autor ainda faz críticas ao mercantilismo, criticando principalmente as tarifas protecionistas e a ideia de que o acumulo de reservas em ouro seriam a chave para o sucesso econômico de um país.

Logo depois, Smith expõe conceitos chave para sua obra, como a mão invisível e o homem econômico. Smith ainda tratou sobre temas como a teoria do valor e a divisão social do trabalho.

Adam Smith - biografia do economista e filósofo britânico - InfoEscola

David Ricardo

David Ricardo (1772 – 1823). Economista e político britânico, fez fortuna usando o sistema financeiro.

Sua principal obra “Princípios da Economia Política e Tributação”, fala sobre a determinação dos salários e preços de venda dos produtos.

Ricardo teve contribuições como a teoria das vantagens comparativas, onde o autor conseguiu construir uma teoria da distribuição que possibilitava saber em que proporções se dividiria o produto, excluindo os salários, entre lucros e renda da terra.

Dessa maneira, teve um papel importante no debate sobre as Leis do trigo, onde defendeu a abertura da Inglaterra a importação de trigo. Ricardo também participou do debate a cerca da teoria do valor trabalho.

David Ricardo – Wikipédia, a enciclopédia livre

Karl Marx

Karl Marx (1818 – 1883). Criticou as teorias de Smith e Ricardo sobre o valor. Suas principais obras sobre economia política são “Contribuição para a crítica da economia política” e “ O Capital”.

Dessa forma, Marx concentrou seus estudos na sociedade capitalista e na descrição dessa sociedade. O autor contribuiu com a teoria da mais-valia e a sua própria teoria do valor, que se diferencia das de Smith e Ricardo.

Além disso, no total ele escreveu 4 livros nomeados de “O capital”, os últimos 3 inclusive foram publicados depois de sua morte.

O livro 1 fala sobre o processo do capital, o livro 2 sobre o processo de circulação do capital, o livro 3 sobre o processo global da produção e por fim no livro 4 é dedicada as teorias da mais-valia.

O autor ainda argumentou sobre temas como, a jornada de trabalho, divisão do trabalho, dinheiro e a acumulação primitiva.

▷Principais ideias de Karl Marx - Resumo, Biografia e Filosofia

Outros autores relevantes para a economia política

A gama de autores é enorme, podemos escrever um único post sobre cada autor, mas eu quis colocar aqui outros autores que contribuíram e contribuem até hoje para o debate acerca da economia política.

  • Pierre-Joseph Proudhon (1809 – 1865). Anarquista e da mesma época de Marx, criticou com rigor a propriedade privada em sua obra “O Que é a Propriedade?
  • Carl Menger (1840 – 1921). Da escola austríaca, contribuiu com sua obra “Princípios de economia política” e a Lei da utilidade marginal
  • Joseph Schumpeter (1883 – 1950). Foi um economista austríaco e ajudou a entender os ciclos econômicos.
  • Friedrich Hayek (1899 – 1992). Da escola austríaca e vencedor do prêmio Nobel de economia. Hayek criticou os sistemas econômicos coletivistas em seu livro “O Caminho da Servidão”.
  • Ruy Mauro Marini (1932 – 1997). O Brasileiro Marini, colocou a mostra a teoria da dependência em sua obra “Dialética da dependência

Marx Schumpeter Keynes

Mas afinal, para que serve a economia política?

Em seguida,  já no final do séc. XIX, o termo “economia política” começou a ser substituído apenas por “economia”, pois, para alguns autores neoclássicos como John Stuar Mill e William Stanley Jevons, a ciência econômica é vista como uma ciência exata.

Logo, na economia não teria espaço para ideologias ou política. Visões essas por exemplo que promoveram o debate sobre a autonomia do Banco Central.

Porém, é fácil notar que a economia política está ligada a nossas vidas, visto que, todo tipo de governo tem alguma filosofia política em seu interior.

Sendo assim, coisas como taxas de juros, balança comercial, salários e até o próprio desemprego, podem ser tratados com base na ideologia do governo vigente.

Contudo, apesar de qualquer discordância ideológica a economia política nos ajuda a promover políticas públicas e a entender nossa relação social com o Estado e a atividade econômica.

Por fim, o que achou da economia política? Você já conhecia algum autor? Com qual você mais se identifica? Comente abaixo e mande o texto para seus amigos!

Total
2
Shares
2 comments
    1. Que bom que estamos lhe ajudando a compreender mais sobre economia Mariana, fica ligada que sempre tem post novo. Obrigado pelo comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

Crises Econômicas no Brasil: Quais as semelhancas e diferenças entre 2015 e 2020?

Proximo Post

Saiba tudo sobre o auxílio emergencial de Joe Biden

Talvez você goste