FGV: Conheça 5 economistas brasileiros que passaram pela instituição

Se você já é um leitor ávido do Boletim, com certeza já ouviu falar sobre a FGV. A Fundação Getúlio Vargas é um dos maiores centros de ensino do Brasil e uma das maiores escolas de economia do mundo.

Dessa forma, a Escola Brasileira de Economia e Finanças da FGV inclusive já apareceu no nosso texto Quais as 10 melhores faculdades de economia do Brasil?.

Sendo assim, hoje o BE traz até você uma seleção de 5 economistas brasileiros que passaram pela instituição e qual a posição deles atualmente no setor.

1. Mario Henrique Simonsen

Famosos Que Partiram: Mário Henrique Simonsen

Nascido no Rio de Janeiro em 1935, Simonsen se graduou em engenharia civil e se especializou em engenharia econômica pela Universidade do Brasil.

Mais tarde, foi escolhido como Ministro da Fazenda do governo de Ernesto Geisel. Logo depois, se tornou Ministro do Planejamento.

Considerado por muitos como o maior economista do Brasil, Simonsen foi nada mais, nada menos, que o fundador da EPGE-FGV, a Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas, e professor da casa por muitos anos.

Desse modo, todos os economistas que passam pela instituição podem agradecer a Simonsen. Além disso, sua principal área de atuação era a macroeconomia.

Ainda mais, Simonsen foi obrigado a estudar Ciências Econômicas como graduação, já que muitos não o consideravam um economista. A melhor parte disso? É que no curso que ele fez, os professores usavam seu livro para ensinar.

2. Paulo Guedes

Economy Minister Paulo Guedes debates Federative Pact and new fiscal model  for Brazil | Portal FGV

Da mesma forma, temos o atual Ministro da Economia do Brasil. Sendo assim, embora muitos conheçam o ministro por ser um “Chicago Boy”, Paulo Guedes é um ex-aluno da FGV, onde completou seu mestrado.

Desse modo, de acordo com Guedes, a EPGE-FGV é a melhor faculdade de economia do Brasil, e os melhores economistas do mercado atual saíram de lá.

Além disso, Guedes já atuou como professor na instituição. Seu principal foco é o setor financeiro e bancário.

3. Luiz Carlos Bresser-Pereira

Luiz Carlos Bresser-Pereira: the Brazilian National Health System (SUS) and  the State Managerial Reform in the 1990s

Bresser-Pereira é um economista brasileiro conhecido globalmente. Isso, pois seu trabalho sobre a crise da divida externa dos anos 1980 foi base para muitos planos econômicos.

Você pode clicar no link abaixo para ler nosso texto sobre isso!

Ainda mais, Bresser-Pereira foi Ministro da Fazenda de Fernando Henrique Cardoso, entre 1995 e 1998.

Começando a carreira cedo, Bresser-Pereira ainda é professor de economia e ciência política da FGV, onde atua desde 1959. Ainda mais, em 2005, foi o primeiro professor da FGV a receber o título de “professor emérito”, uma honra para todos os que o conquistam.

Sendo assim, o economista tem uma grande influência sobre a FGV e os alunos da instituição. Sua principal atuação está no campo da macroeconomia e, principalmente, economia keynesiana.

4. Eugênio Gudin

Por que entender os acertos de Gudin - 23/06/2019 - Samuel Pessôa - Folha

Eugênio Gudin foi um engenheiro civil brasileiro que, assim como Simonsen, se interessou pela economia e pelo ensino da área. Ainda mais, pelo ensino da economia para engenheiros e estudantes de direito.

Sua contribuição para a área das Ciências Econômicas no Brasil é extensa. Gudin foi o responsável por oficializar a economia como uma área de estudo no Brasil em 1944. No mesmo ano, participou da Conferência de Bretton Woods, como representante brasileiro, escolhido pela equipe presidencial.

Desse modo, Gudin foi um dos fundadores do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) e da EPGE-FGV junto com Simonsen. Posteriormente, além de professor, Gudin foi diretor da EPGE.

Seu principal foco de estudo era a economia monetária.

5. Carlos Geraldo Langoni

Chicago oldies têm oportunidade de dar um choque liberal" - Época

Por últimos, temos Carlos Geraldo Langoni, economista e ex-presidente do Banco Central do Brasil.

Langoni foi diretor da EPGE entre 1974 e 1979, e suas ideias contribuíram para a escola de economia da FGV.

Ainda mais, tornou-se o primeiro brasileiro a obter o doutorado em Economia na Universidade de Chicago. Isso mesmo, Langoni foi o primeiro de uma série de “Chicago Boys”.

Suas contribuições para os estudos da economia e no Banco Central ainda são discutidas e sua principal área de atuação é no setor de desenvolvimento e crescimento da economia.

E aí, você conhecia algum desses economistas? Contra pra gente aqui em baixo, nos comentários!

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

Saiba tudo sobre a compra do BIG pelo Carrefour

Proximo Post

Como o navio preso em Suez impacta a economia (e a sua vida)?

Talvez você goste