Entenda tudo sobre a troca dos ministérios do governo Bolsonaro

Ontem, terça-feira (30/03) ocorreu uma grande troca de ministérios do governo Bolsonaro. Dessa forma, o nome desse processo pode ser dado como uma reforma ministerial.

Mas, quais foram essas mudanças e o que causou isso?

Vem comigo que eu te explico.

Quais foram as trocas?

Ao todo, existiram 6 troca de ministérios, porém apenas 3 pessoas saíram de fato do governo. As mudanças foram na Secretaria do Governo, Ministério da Casa Civil, Ministério das Relações Exteriores, Defesa, Justiça e Advocacia-Geral da União (AGU).

Dessa forma, a deputada Flávia Arruda (PL-DF) foi nomeada para a Secretaria do Governo, no lugar de Luiz Eduardo Ramos, porém, esse não foi demitido, e sim transferido para a Casa Civil.

Juntamente com isso, o atual Ministro da Casa Civil, Walter Braga Neto foi para o Ministério da Defesa no lugar de Fernando Azevedo e Silva, que foi exonerado pelo Presidente.

Assim, o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça foi para a AGU, no lugar de José Levi, que foi exonerado pelo Bolsonaro.

Por último e teoricamente o mais importante, foi que Bolsonaro aceitou o pedido de demissão do Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo e indicou para o cargo Carlos Alberto França.

Never give up | GIF | Funny kid memes, Funny video memes, Funny picture  quotes troca de ministérios

• Veja também: Como declarar o Imposto de Renda essa ano?

O que resultou para acontecer as trocas

Bom, não é novidade para ninguém que o Brasil vive, além de uma crise econômica, uma crise sanitária por conta da COVID-19. Com o número de mortes aumentando dia a dia, começou uma pressão no governo Bolsonaro.

As Relações Exteriores de Ernesto Araújo foi um desastre. Graças o seu modo de gestão, o Brasil teve relações muito importantes abaladas no mundo, como Índia, China, Estados Unidos e Europa.

Essas relações enfraquecidas resultou na falta de vacinas para o Brasil. Isso porque os insumos para a produção das vacinas no Brasil, tanto a CoronaVac no Instituto Butantan e a Astrazenica na FioCruz, vem majoritariamente da China e Índia.

A Índia queria abrir patente sobre os produtos contra a COVID, justamente por se tratar de uma crise humanitária e isso facilitaria a produção de vacinas pelo mundo. Assim, o Brasil se opôs ao país.

Dessa forma, a Índia deixou de priorizar o Brasil na venda de insumos para a vacina. A China estreitou relação quando houve a rusga do governo contra o embaixador Chinês, em que o ex-Ministro pediu o embaixador para “pedir desculpas” para o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Ernesto Araújo e o governo Bolsonaro apoiou a candidatura de Donald Trump nos Estados Unidos, que perdeu para Joe Biden, e com isso as relações entre os dois países se abalaram.

Assim, toda essa política externa extremamente falha do Brasil resultou nessa vacinação lenta da população e em outros agravantes.

Ver a imagem de origem troca de ministérios

• Veja também: Como seria uma sociedade sem o Banco Central?

Pressão do Senado

Diante de todos esses fatores e depois de Ernesto Araújo acusar uma senadora praticamente de suborno, o Senado começou a fazer pressão no Presidente da República para a demissão do ministro.

Assim, Ernesto Araújo foi ao Senado Federal e se explicou sobre as medidas tomadas pelo Ministério. Nessa sessão, ocorreu o polêmico episódio de Filipe Martins, onde ele supostamente fez um gesto de supremacia.

Dessa maneira, essa foi a “gota d’água” e a pressão foi tão grande que Ernesto Araújo demitiu-se. Com isso, sua cadeira foi para Carlos Alberto França.

Mas, porque uma reforma ministerial?

Essas trocas dos ministérios do governo ainda não foram explicadas por ele. Porém, as suposições feitas é uma pressão dos próprios aliados do governo no Congresso.

Dessa maneira, essa pressão vem da gestão caótica do governo Bolsonaro na pandemia, pois, estamos vivendo o pior momento dela, com cerca de 3.500 mortes por dia.

Outro motivo para isso é uma possível articulação do governo junto com o grupo denominado de “Centrão”, no Congresso. Dessa forma, o cargo da Secretaria Geral do Governo satisfez um pedido desse grupo.

Ver a imagem de origem troca de ministérios

Dessa maneira, a saída de Ernesto Araújo foi bem vista por vários setores da economia.  Isso porque ele era um dos motivos da lenta vacinação no Brasil. E, com isso, há esperanças de o Brasil se relacionar de maneira positiva de novo.

Eae, o que achou dessa troca dos ministérios? Comente aqui em baixo sua opinião.

Total
0
Shares
2 comments
  1. Pura corrupção, jogo de interesses individuais e partidários, principalmente do Centrão que precisa ser imobilizado e desativado, pois tem parte com os aumentos absurdos dos preços e falta de apoio à sociedade, porque este partido não governa para o povo, mas para si mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

como declarar o imposto de renda nesse ano?

Proximo Post

O que são FIDCs e como investir neles.

Talvez você goste