Entenda a histórica suspensão sobre o mercado de carne em Cuba

Apenas no ano de 2021, o governo de Cuba suspendeu o a proibição ao abate de gados e comercialização dos laticínios na ilha.

Mas, porque isso era proibido e só agora foi revogado?

Quer saber mais? Vem comigo que eu te explico.

Situação política de Cuba

Antes de mais nada, temos que entender a situação política de Cuba. Em 1959, Fidel Castro e Che Guevara conduziram uma revolução pelo país contra Fulgêncio Batista. Dessa maneira, com Fidel no poder e após as sanções econômicas dos EUA, Cuba adota o modelo de economia comunista.

Assim, o Estado se tornou dono dos meios de produção da ilha. Ou seja, tudo deve ser produzido da maneira que Estado manda e tudo pertence a ele.

Foi assim que começou a planificação da economia de Cuba, que foi majoritariamente pautada pela Reforma Agrária.

Ver a imagem de origem

• Veja também: Economia dos EUA decolam em 2021, porque isso ocorreu?

A proibição do mercado de carne

Antes da Revolução, já existiam em Cuba pequenos grupos de pecuaristas, onde detinham em média 6000 cabeças de gado cada e tinham uma boa relação com os EUA, principalmente com o Estado do Texas.

Dessa maneira, quando as sanções veio, os pecuaristas revoltaram-se contra o governo de Fidel, e, por ser um governo autoritário, houve uma repressão enorme.

Todos sabem que os Estados Unidos impôs sanções econômicas à ilha e ela só conseguia comercializar com a União Soviética. Assim, houve uma estrangulação na economia Cubana.

Assim, as pessoas estavam famintas e a única forma de conseguir se alimentar era através de abates de gados. Logicamente, a oferta de laticínios e de carne diminuíram muito no país. Foi assim, que em 1963, Fidel Castro proíbe o abate de carnes no país.

Para se ter uma ideia, em 1979 esse delito foi para o Código Penal, onde a pena chega a ser 10 anos de prisão, enquanto homicídio era de apenas 6 anos.

A queda da URSS e a fome

Na década de 90, aconteceu um episódio histórico no mundo, a queda da URSS. Do mesmo modo, também houve a queda do único país que conseguia bater de frente com os Estados Unidos e ir contra as sanções.

Começa então uma das maiores crises econômicas de Cuba. E, com isso a fome também assolou o país. Dessa maneira, mais uma vez a única forma de saciar a fome era através do abate de gado para consumo próprio.

Porém, o governo Cubano manteve a restrição e ainda publicou um decreto contra as pessoas que queriam “encher a barriga” através do abate de carne.

Ver a imagem de origem Cuba

• Veja também: 10 palavras para entender mais sobre ações

Dificuldades de criar gado em Cuba

Já vimos que abater gado em Cuba é proibido, dessa maneira, a criação de gado é dificílima no país. O Estado manda registrar o gado e faz um acompanhamento. Ou seja, o proprietário tem que provar que aquele gado está vivo.

Mas, quando o gado morre, é preciso provar que ele não foi abatido e isso é através de veterinários. Assim, obriga-se o pecuarista a vender o gado para o Estado por um valor irrisório e vende-se ele pelo preço do salário mínimo do país.

Com leite não é diferente, o governo vende o litro de leite 60 vezes mais caro do que compra dos produtores. Caso você faça queijo com seu leite, perderá seu sítio.

Assim, enquanto antes da revolução os produtores tinham em média 6.000 cabeças de gado, hoje tem mais ou menos 4.000.

O cenário de pandemia

A pandemia afetou muitos mercados e um deles é o turismo. Acontece que nos dias de hoje o turismo é um dos principais mercados da ilha, senão o principal.

Graças as sanções dos EUA, o país parece que parou na década de 60 e isso atrai muitos curiosos. Para ser sincero, dá uma vontade de conhecer né?

Ver a imagem de origem Cuba

• Veja também: Censo do IBGE de 2021 suspenso e possíveis impactos no Brasil

Como as pessoas estão ainda com bastante restrição para a circulação, devido a pandemia da COVID-19, o turismo despencou. Assim, a economia Cubana no ano de 2020 caiu 11%.

Nós vimos no texto o que acontece quando a ilha entra em crise, que no caso é a escassez de alimentos. Porém, dessa vez o governo fez diferente e decidiu abrir o mercado de carne.

As pessoas então, depois de baterem as cotas do governo, poderão fazer o que quiser com seus gados.

Assim, apesar de estarmos no século XXI, só agora os cidadãos de Cuba poderão comercializar carnes e laticínios. Será que as pessoas vão conseguir aquele contatinho com Texas de novo?

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

Economia dos EUA decolam no início de 2021, porque isso ocorreu?

Proximo Post

Entenda a nova renda básica determinada pelo STF

Talvez você goste