Como a base matemática importa na economia?

Muitas pessoas têm dúvida em relação da área em que economia se encaixa. É exatas? Humanas? Precisa saber matemática? Precisa saber história?

Para ser sincero, é preciso saber tudo isso e mais um pouco. Mas, a matemática é essencial no curso.

Quer saber mais? Vem comigo que eu te explico.

A matemática na faculdade de economia

Se você é uma pessoa que quer cursar economia e não gosta de matemática, a minha notícia é um pouco desanimadora. Em todos os períodos da faculdade até agora, eu tive uma ou duas matérias relacionadas a matemática.

Mas, diferentemente das matemáticas do Ensino Médio, as da economia tem um sentido por trás dela. Dessa maneira, não são apenas números jogados ao ar livre, na verdade, os números são quase uma tradução de um conceito.

Foi bem filosófica essa né? rsrs

Assim, a partir dos números que você calcula, seja em Estatística, Micro e Macroeconomia, entre outros, existe um conceito por trás.

Com isso, eu juro que a matemática fica mais legal.

Vamos por um exemplo aqui:

PIB do Brasil: histórico e evolução | Infográficos | Gazeta do Povo matemática importa na economia

Essa é a tabela de crescimento do PIB brasileiro. Desse modo, em um exercício de matemática convencional, provavelmente seria pedido para calcular a maior distância entre dois parâmetros, Integral, algo dessa forma.

Por outro lado, na economia provavelmente você teria que explicar o porquê dessa queda de 2015 e 2016 por exemplo, colocar o contexto histórico, entre outros.

Para ser sincero também, na maioria das vezes, é pedido para o aluno montar esse gráfico a partir de outras informações também. Assim, tem que por a mão na massa e fazer conta mesmo.

Matemática Financeira

Antes de mais nada, a matemática financeira se enquadra nessa “matemática mais legal”, pois as operações também não são números jogados ao ar. 

Mas, ela também já é um pouco mais complexa e exata do que o exemplo citado acima. Tudo, exatamente tudo, tem número.

Sem contar também que existem muitas fórmulas nessa matéria e nesse ramo. Porém, esse segmento usa uma calculadora chamada HP 12c, em que é possível fazer praticamente tudo através dela.

Calculadora Financeira Hp 12c Gold - Nacional: Amazon.com.br: Papelaria e  Escritório matemática importa na economia

Dessa maneira, a matemática importa na economia também representando o dinheiro e outros fatores na matemática financeira.

Nessa perspectiva, a matemática financeira ensina sobre juros, financiamento, investimento, parcelamento, carência, entre vários outros quesitos.

a estatística

Meu querido e minha querida leitor(a) do Boletim Econômico, se você não gosta de matemática, eu falaria que não tem problema em tentar o curso, mas se você não suporta estatística, eu já falaria para você pensar mais.

Brincadeiras à parte, a estatística, que é um ramo da matemática, está muito presente no curso.

Para ter uma ideia, eu estou no quarto período da faculdade e eu sempre tive alguma estatística como matéria. Estatística, Estatística para Ciências Gerenciais, Estatística Econômica, entre outras.

E, por mais que tenha um entendimento e significado por trás da Estatística, na minha opinião, ela é a matemática mais cansativa do curso.

Isso pelo fato de além de você ter que analisar gráfico, analisar tabela, decidir qual a fórmula para usar em cada situação, ainda tem muita conta.

Por isso que eu faço essa brincadeira sobre estatística, pois ela tem mais potencial de ser um fator desanimador do que todas as outras áreas da matemática. Pois, além de ser cansativa, ela tem muito na grade.

PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA I. Aulas 6, 7 e 8 - Prof. Regina Meyer Branski  - PDF Free Download

Mas, a estatística é bem legal também.

Por último, mas não menos importante, o cálculo

A vida inteira nós escutamos que cálculo é muito difícil. E, na economia você não escapa dele não. No curso nós aprendemos Função Limite, Derivada e Integral também. Mas, acredito que essas matérias não são tão empecilhos assim.

Dessa maneira, o cálculo na economia é mais como uma pedra no sapato para quem não gosta de matemática. Ou seja, vai incomodar um pouco, mas rapidamente você “tira”.

Mas, é necessário lembrar que na faculdade, uma disciplina não está na grade por acaso. Logicamente, os conhecimentos e as aplicações do cálculo são usados depois. Mesmo assim, não vejo muito como o foco do curso.

the blacklist math GIF by NBC Matemática importa na economia

Se eu só gosto de matemática, eu vou ser um bom economista?

Antes de mais nada, lógico que todo estudante de economia, independente do que você gosta ou não, é tudo uma questão de estudo. Porém, além de toda essa parte matemática citada, o curso de economia tem muito da área de Humanas.

Dessa forma, quando eu falo que os números têm um significado, ele geralmente tem um significado voltado para a sociedade, os comportamentos humanos, entre outros.

Por isso, a matemática importa para a economia, mas as Ciências Humanas também. Assim, só dá para concluir que é um curso híbrido.

AAH, se você tem pavor de ler, volta na parte de estatística que o conselho se aplica igual rsrs.

Curtiu o texto? Compartilhe com seus amigos.

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Anterior

O que foi a crise da OPEP e o choque do petróleo?

Proximo Post

Porque economia é importante para as relações internacionais?

Talvez você goste