o que significa o aumento da taxa de juros?

O Brasil hoje vive em um cenário econômico muito ruim. Inflação crescendo, dólar subindo e isso pode ter um motivo, as baixas taxa de juros.

Porém, hoje, depois de quase 6 anos sem subir, provavelmente a taxa de juros terá um aumento.

Quer saber porque? Fica comigo que eu te explico.

A situação do Brasil

Primeiramente, vamos entender o cenário brasileiro atual. O governo Bolsonaro, e os anos de 2019 e 2020 foram marcados por uma queda brusca da Taxa de juros básica, ou a Taxa SELIC. No início do governo, tínhamos uma taxa de juros de 6,5% ao ano, e agora estamos em 2%.

Como a inflação estava mais baixa, abaixar o juros teve como objetivo principal o estímulo de consumo na economia. Assim, com juros mais baixos é mais barato fazer empréstimos, financiamentos, entre outros.

Com isso, a demanda por produtos e serviços tende a aumentar, consequentemente o consumo também cresce.

Esse estímulo ficou ainda mais claro no cenário pandêmico, quando o governo abaixou ainda mais os juros. Nesse cenário, o consumo das famílias abaixou muito, é só você pensar na sua casa, provavelmente você passou a consumir muito menos.

Assim, esse estímulo foi efetivado, e quanto mais as pessoas consomem, mais os preços aumentam. Dessa forma, a inflação no final de 2020 deu uma disparada, que saiu de 1,88% ao ano e foi para 5,2% ao ano agora.

Stock Market Loop GIF by xponentialdesign Taxas de juros

• Veja também: O que é a autonomia do Banco Central?

Juros Reais

Na economia existe um conceito de taxa de juros real, que é basicamente a SELIC menos a inflação. Então, você já pode imaginar, uma inflação a 5,2% e a SELIC em 2%, a nossa taxa real está negativa.

E ela já está negativa desde Setembro de 2020.

Mas, o que isso significa? 

Esse dado mostra que o dinheiro que você investe baseado na SELIC, ao invés de valorizar, ele vai estar sofrendo uma desvalorização.

Assim, o que os investidores pensam? Vou tirar meu dinheiro do Brasil, vou comprar dólar, entre outros.

E isso tem um sinal muito contundente na economia, que é a desvalorização da moeda. O dólar está alto desse jeito não porque ele valorizou, mas sim porque o real está desvalorizado.

Esses são 10 países onde o real vale mais que a moeda local

Como reverter essa situação?

Essa pressão inflacionária já causa a expectativa de aumento de juros básico do país. O Comitê de Política Monetária (COPOM), se reuniu nessa terça-feira e seria loucura não aumentar a SELIC.

Estamos naquela situação, a discussão não é nem “se” aumentar e sim o quanto vai aumentar. O padrão atual do Banco Central foi diminuir a taxa de juros em 0,25 pontos percentuais, porém, o mercado quer um aumento maior, de 0,5 pontos percentuais e já vi até de 1%.

Essa dúvida será sanada ainda hoje na quarta-feira, em que sairá o resultado dessa reunião.

Com inflação no radar, Copom deve elevar Selic pela 1ª vez em 6 anos taxa de juros

• Veja também: 5 séries para entender política

O que esperar dessa nova taxa de juros?

Do mesmo modo, independentemente do tanto que irá aumentar essa taxa de juros, o Brasil não irá virar as mil maravilhas com um caimento gigante do dólar e da inflação.

Assim, iremos observar provavelmente uma queda pequena desses dois indicadores da política monetária, mas o cenário tá longe de estar perfeito. Temos que lembrar que o lado Fiscal da economia brasileira está tenebroso.

Ou seja, além dessas medidas do Banco Central, é necessário passar as reformas que estão na Câmara dos Deputados para estabilizar ainda mais a inflação.

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Por que os times de futebol não viram clube-empresa?

Próximo

Novo boom das commodities: o que está acontecendo e como nos afeta?